8.1.11

Eu leio cada coisa... a Vicky Fernandes já não vai almoçar com o Carlos Castro!


Segundo o site da Caras, a Vicky Fernandes está muito chocada com a morte de Carlos Castro.
AVicky ficou chocada quando tomou conhecimento da morte do amigo: "Estou tão chocada... Esta tragédia ultrapassa-nos a todos. Só sinto perda, dor, incapacidade e angústia. Perdi um grande amigo. A morte do Carlos não era previsível e ninguém consegue entender o porquê desta tragédia."
Na última vez que Vicky falou com o amigo ainda teve tempo de fazer com ele planos para o novo ano. Antes de lhe desejar boa viagem e um novo ano feliz, Vicky Fernandes combinou com Carlos Castro um almoço após o seu regresso a Lisboa. Algo que não virá a acontecer.

Digo eu:
Cara Vicky, não era previsto que ele morresse? Ficava cá para semente era?
A forma como morreu é que não era prevísivel, certo?
A morte era, a dele e a de todos nós.
Independentemente de ser ou não um bom homem, a vida do CC sempre foi complicada a nível de relacionamentos, todos sabem disso e ele mesmo o contou uma vez em entrevista. O facto de "namorar" com uma pessoa 45 anos mais jovem tb não revela muita estabilidade emocional.
Quanto à brilhante conclusão da (o) jornalista, sobre o facto do almoço que não irá acontecer, dou-lhe os meus parabéns, não é para qualquer um chegar a essa conclusão.
Impressionou-me...


Como olhar para este jovem de 20 anos, e pensar que cometeu um crime horrendo?
Como estarão os pais deste rapaz... não consigo entender o que se passa na cabeça das pessoas.
O que se passou naquele quarto, por enquanto só eles sabem e neste momento, só um deles o pode contar.

12 comentários:

Este Blogue precisa de um nome disse...

Pois eu também já pensei nos pais deste jovem...

Mandrake disse...

Se os pais de tanto rapaz e rapariga que sonham ser modelos, cantores ou actores sonhassem com o mundo a que, mesmo já cá em Portugal, ficam sujeitos...
O mercado da troca de favores sexuais por alegadas "ajudas" nas ditas carreiras...

E já não é a primeira vez que ocorrem crimes deste tipo (o dono do Trumps, por exemplo), fora o que é abafado.

E sim, também penso nos pais deste jovem de Cantanhede que veio para Lisboa atrás de um sonho e, por razões que ainda não sabemos, acabaram também eles arrastados para um inferno do qual dificilmente se livrarão.

Pobres pais que, para além do desgosto de verem os filhos envolvidos nestes esquemas, ainda acabam, também eles, a ser pasto da imprensa dita rosa.

Todos falam na crise, a económica, mas esquecem a pior das crises: a de valores!
Será que isso preocupa as pessoas?
Creio que não!

Ju disse...

Já me contaram tanta coisa que por vezes fico a pensar que raio de mundo é este, porque o meu mundo não é assim!

Desde rituais de missas negras feitas em Cascais, a apresentadores de tv e actores que subiram à conta de favores homossexuais... sei lá, a cocaína que rola pelas festas, e não é preciso ser um "grande festa" a minha filha foi a uma o ano passado organizado por uma RP conhecida onde ofereciam cocaína a tudo qt mexia.
Desde o caso Burnay que tantos anos tem e que envolveu homossexualidade e assassinato.

O que um homem de 65 anos faz com um miudo de 20... isto não me entra na cabeça. O miúdo pode querer subir na vida, ter luxo etc., etc., mas o CC que equilibrio emocional lhe dava esta relação. E existem tantos como o CC que passaram a vida a "comer" miúdos em discotecas da costa da caparica... uns que já se assumiram, outros que nunca vão sair do armário.
Porquê cortar os orgãos genitais, se era para matar dava-lhe uma marretada, agora a castração soa-me a vingança, a coisa combinada, não sei... não é o meu mundo.

Verdinha disse...

Nao acho que o mundo da moda possa ser desculpa para tudo, lá porque se movem num mundo de droga não quer dizer que tenham que a experimentar e usar e lá porque podem subir à conta de favores tb n quer dizer que os tenham de fazer. Acontece que as pessoas se deixam deslumbrar e esquecem os valores - ou nunca os tiveram - prefiro ficar c sonhos por realizar que perder a minha moral e deixar de saber quem sou.

Quanto a coca nas festas, querida ela rola até nos bastidores das novelas e isto... eu já vi ;)

Ju disse...

Eu sei disso, e tu nem imaginas o que eu perdi de trabalho de moda por nunca alhinhar em promiscuidades, drogas e jogos sujos. Mas nunca foi o meu mundo e por mim nunca será.

provocação disse...

Jú, ele sempre andou rodeado de miúdos e muitos não eram gay mas sujeitavam-se para conseguirem nem que fosse bilhetes para a moda Lisboa. Se eles são sujos por o fazerem ele não seria melhor por os comprar, de toda a maneira acho que isto foi uma ruptura do rapaz, tanto há-de ter fingido e engolido que quando rebentou exteriorizou a raiva em quem achava ser culpado pelo "desvio" sendo que só ele era o culpado por estar numa situação que não lhe seria natural. Isto sou eu a especular por já ter visto algo semelhante (não com o mesmo fim) numa conhecida hetero que chulava (desculpa a expressão mas é a perfeita) uma senhora tb mais velha e tb com contactos. Há um dia que a menina se passa com uma nega de dinheiro e partiu-a toda. E para mim foi perto disto o que aconteceu, acho que o acto de cortar o pénis foi bastante simbólico da revolta.
Há muita sujidade neste meio, e no português que é apertado e poucos vingam então é uma loucura. A ganância, a vaidade, podem destruir uma pessoa, eu quando olho para essa foto não vejo um jovem de 20 anos, vejo um comboio a alta velocidade descarrilado. Não acredito na teoria dos ciúmes, lamento, isto foi frustração e fúria descarregadas.

RITITI disse...

concordo com a "provocação"...este jovem chegou ao seu limite..e "rebentou" de odio...Pobre coitado - a ambição foi a aua perdição- Qunato ao CC, lamento a sua morte horrenda, mas não posso deixar de lamentar o envolvimento dele com um rapaz 45 anos mais novo ??? (o que é isto). O que distancia de pedofilia. 2 anos ?. Enfim este não é mesmo o meu mundo.

Ju disse...

Eu tb concordo com vcs.
Acho uma palermice falarem do jornalista, ele nunca foi jornalista, cronista social, má língua sim, jornalista é outra coisa.
Agora parece que o CC era um santo, quando quem convivia com ele sabia bem que não era assim, sabia bem como se movimentar e onde se movimentar, e para "subir" teve de passar por muito... e nem tudo foram rosas. Que ele sabia os podres de meio mundo e por isso o adulavam, sim isso sim.
Era um homem inseguro, não sabia onde colocar as mãos quando conversava, e olhava bastante para o chão evitando o olhar directo.
Mercecia morrer desta forma? É claro que não, mas não façam dele o que nunca foi.

Ivânia Santos (Diamond) disse...

Ainda estou em choque... fosse qual fosse o motivo, não há desculpa para matar uma pessoa :/*

O miúdo sujeitou-se a esta vida porque quis...

Ju disse...

Lamento tanto dizer isto, mas tenho mais pena do Renato do que do Carlos Castro.
Gostaria que os portugueses se unissem para trazerem o miudo para Portugal, ele não tem antecedentes, sempre foi exemplar, caramba custa-me isto.

papoila disse...

Também me custa muito pensar que um rapaz de 20 anos se mete num sarilho destes!
Há tanta coisa por explicar. Qualquer pessoa percebe (julgo eu) que este crime foi um acto de ódio, nojo e DESESPERO...
Penso nele, nos pais na irmã ...até a Fiona e a Fátima Lopes se lembram dele como uma pessoa doce e recatada...
Se for essa a vontade deles seria bom que ele pudesse voltar para Portugal.
Quanto ao CC, teve uma morte horrível.

Mandrake disse...

Desculpem lá, mas não concordo. Nunca tive grande opinião do Carlos Castro que passou a vida a "traficar influências" e coisas bem piores. Não é em vão que, sendo amigo de meio mundo, era detestado pelo outro meio.

Agora o jovem que, até acho que era hetero, se andava a "pagar com o corpinho" os favores que o Carlos Castro, eventualmente, lhe prometia arranjar - carreira na moda e tv, viagens, prendas caras - ao longo de tantos meses isso é o quê?

Se, sentindo-se usado e enganado pelo CC, o jovem lhe tem dado uma valente carga de porrada quase toda a gente ia achar "normal" e quase que aposto que o cronista nem ousaria apresentar queixa numa esquadra.

Agora estar mais de uma hora a torturar uma pessoa de 65 anos, frágil e - dizem - bastante doente (e não só da cabeça|), culminando com os pormenores sádicos como a castração e ter quase arrancado um olho à criatura com o dito saca-rolhas, acho do piorio e não é nada normal.

O pior disto tudo é ser uma cena em contexto gay, quer-me parecer. Se uma das rapariguinhas que o Sr. Pinto da Costa gosta tanto de "salvar" da má vida lhe fizesse o mesmo, iriamos ter opinião diferente por ser num contexto hetero? Mesmo não sendo do FCP, creio que ficaria igualmente chocado. Como fiquei com as imagens do enforcamento de Saddam Hussein, em plena quadra natalícia, por exemplo.

Agora que causa imensa repulsa só de pensar em ter qualquer acto sexual com algum destes citados - e há para aí tantos a usar os mesmos esquemas para terem sempre "carne fresca" actualizada - causa. Este tipo de cenas só nos leva a pensar em que raio de mundo vivemos e se, como cidadãos, podemos fazer ainda qualquer coisa para que estas barbaridades não ocorram.

Isto não invalida que tenha muita pena da família, em especial agora do pai, que alguma imprensa já anda a crucificar, só porque se separou da mãe do rapaz tinha ele seis anos. Daí ele ver no Carlos Castro "o pai que nunca teve". Pois eu via mais no Carlos Castro a avó que nunca quereria ter, desculpem lá.

Mas muito mais cenas virâo a lume nos próximos tempos, ai vão vão...